My Euro Business apoia internacionalização de empresas brasileiras nos países da União Europeia

0

Rio de Janeiro – Segundo o estudo Trajetórias FDC de Internacionalização das Empresas Brasileiras (2019), o Brasil possui cerca de cinco milhões de empresas (IBGE). Destas 5 milhões, apenas 25 mil exportam produtos (representando 0,5% do total), e apenas 500 possuem subsidiárias ou franquias no exterior (representando 0,01%). O número pode ser considerado baixo frente as oportunidades de crescimento que as empresas brasileiras podem ter no cenário internacional.

Para fomentar os novos negócios e o desenvolvimento da economia, Portugal prevê abrir ainda em junho a última chamada do “Portugal 2020” com investimento de 400 milhões de euros. “No programa existem várias linhas de incentivos tanto para iniciar um projeto, como para fazer a expansão global da empresa, ou seja, internacionalizá-la através de Portugal”, explica Cristinna Araújo, CEO da My Euro Business(foto), viabilizadora do crescimento internacional para empreendedores brasileiros. Nesse contexto, empresários do Brasil buscam orientações para internacionalizar empresas no mercado europeu.

São selecionados projetos em todas as atividades econômicas, com destaque especial para aqueles que desejam produtos e serviços transacionáveis, orientados para o mercado internacional. O programa é um acordo de parceria assinado por Portugal e pela Comissão Europeia, alinhados com o Crescimento Inteligente, Sustentável e Inclusivo definido pela estratégia Europa 2020.

Entre as linhas que são apoiadas, estão a Internacionalização, setor da indústria, inovação produtiva / empreendedorismo qualificado, setor do turismo, energia e alterações climáticas e economia do mar. “Nunca vimos uma oportunidade com investimento tão alto do Governo Português. Vemos uma expectativa de aprovação de muitos projetos, e que não acreditamos que terá outra vez, por ser a última chamada do programa Portugal 2020”, alerta Cristinna. 

O índice de aprovação das propostas é em média de 80%, com foco em empresas de diferentes segmentos, especialmente produtos e serviços nativos de outros países, como o Brasil.

Cristinna entende que as empresas brasileiras ao pensar em internacionalizar, não consideravam iniciar pela Europa, pelo simples fato de não conhecerem os subsídios que Portugal disponibiliza para internacionalizarem.

 “Mas o cenário está mudando, e os negócios europeus estão crescendo. Por isso, a My Euro Business nasceu com a missão de auxiliar empresas brasileiras a se estabelecerem na Europa, e captarem subsídios do Governo Português. Somos especialistas em fornecer orientações assertivas para quem vai iniciar, ou quer crescer e liderar o seu negócio em Portugal”, afirma.

Fome de importação

A UE tem uma população de mais de 500 milhões de habitantes – ou seja, 500 milhões de clientes potenciais com alta renda per capita. E os consumidores europeus têm uma mentalidade internacional, buscando os melhores produtos do mundo. Mesmo durante o pior da recessão da zona do euro, as importações estavam aumentando.

(*) Com informações da My Euro Business

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta