Núcleo do PEIEX em Itajaí apresenta resultados positivos em 2022, com atendimentos a empresas de diferentes perfis

0

Brasília – Realizado em parceria entre Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e a Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), o Núcleo de Itajaí do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX) atende empresas diferentes perfis, setores e portes. No final de novembro, foi realizada a 2ª reunião do comitê consultivo do Núcleo, para apresentar os resultados do primeiro ano e definir ações estratégicas para 2023.

O Analista de Qualificação da ApexBrasil Ulisses Medeiros Jr participou do evento e se impressionou o trabalho realizado. “A UNIVALI possui uma excelente equipe de especialistas, que atende uma ampla diversidade de setores em dezenas de municípios do estado de Santa Catariana. Além disso, representantes das mais variadas instituições participam do Comitê Consultivo. Tudo isso tudo resulta em novas empresas exportando e produtos brasileiros mais competitivos no mercado internacional”, avalia.

A reunião contou com a participação de cerca de 50 parceiros institucionais do Núcleo, como Sebrae, Federação de indústrias (FIESC), Banco do Brasil, Correios, Governo estadual, associações empresariais e prefeituras da região. Os representantes souberam em primeira mão os bons resultados do Núcleo: desde 2021, 110 empresas foram atendidas. Desse total, 23 participaram de feiras, rodadas de negócios e missões organizadas pela ApexBrasil, e 13 já estão exportando. A meta é atender 225 empresas até 2023.

Para a Coordenadora do Núcleo, Profª Giselda Cherem, esse resultado é obtido com parcerias e dedicação. “Realizamos 34 reuniões com parceiros, 7 termos de cooperação técnica, 15 palestras, 12 treinamentos com empresários, 10 visitas técnicas e 21 qualificações coletivas. Acreditamos que o PEIEX executado pela UNIVALI é um casamento perfeito para alcançar impacto social e econômico para a nossa comunidade”, celebra.

Cerca de 70% dos atendimentos do PEIEX Itajaí foram direcionados a Micro e Pequenas e Empresas (MPEs), principalmente do setor de alimentos e bebidas. Uma parcela menor das capacitações, contudo, destinou-se a empresas médias e grandes, já experientes no mercado brasileiro, mas que ainda não dominam totalmente o processo de exportação. Após a reunião do comitê consultivo, foram realizadas visitas técnicas a algumas das empresas atendidas pelo Núcleo.

Uma delas foi a Fibrafort, a maior fabricante de barcos da América do Sul, em número de unidades produzidas. Em atividade há 32 anos, o estaleiro já produziu mais de 18 mil barcos, que foram vendidos para 42 países diferentes, na Europa, América Latina e Ásia. A missão atual da empresa é estabelecer a marca nos Estados Unidos, e, para isso, recebe assistência do PEIEX.

“Contamos com os imputs do PEIEX para gerar ideias e conexões úteis para esse projeto. Tem sido muito importante receber o apoio de vocês do início ao fim”, conta Gilson Silva, Gerente de Exportação da Fibrafort. Recentemente, a representantes do estaleiro visitaram o Escritório da ApexBrasil em Miami, para dar seguimento ao plano de exportação.

A Printbag embalagens, que tem 10 anos de atividade na cidade de Camboriú, também concluiu há pouco o ciclo de capacitação do PEIEX. A empresa possui um parque gráfico de mais de 10 mil m², com um centro de distribuição com capacidade de armazenamento de 12 milhões de embalagens.

Apesar do grande porte, a Printbag ainda está estruturando o processo de exportação, e por isso recebeu auxílio do Programa. “Todas as trocas de ideias com as pessoas envolvidas em todos os treinamentos e reuniões, presenciais ou online, são muito enriquecedoras para nós”, destaca Ângelo Burgos, gestor comercial da empresa.

(*) Com informações da ApexBrasil

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta