Porto de Imbituba tem alta de 12,6% na movimentação de abril com destaque para os granéis minerais

0

Imbituba (PR) – O Porto de Imbituba segue registrando crescimento no transporte de cargas e, em abril,  movimentou 466,7 mil toneladas, resultado 12,6% maior do que o realizado no ano anterior. No acumulado de janeiro a abril, o porto público recebeu 1,8 milhão de toneladas e 80 atracações.

“O desempenho operacional do Porto de Imbituba no último mês reflete o intenso trabalho da nossa comunidade portuária, que aproveita oportunidades de negócios nos mercados nacional e internacional e reforça o importante papel do Porto na geração de emprego e renda para a região”, avalia Fábio Riera, diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba.

Os granéis minerais lideraram o volume de cargas movimentadas em abril, com destaque para as operações de coque (calcinado e não calcinado), que somaram aproximadamente 140 mil toneladas, principalmente de exportação, além do sal, com quase 72 mil toneladas de importação. Em seguida, aparecem os contêineres (81,3 mil toneladas), que cresceram 39,8% no volume de toneladas atendidas, se comparado a abril do ano passado. Sulfato de sódio, soja e farelo de soja, malte, barrilha, minério de ferro, celulose e salitre também passaram pelos cais do Porto de Imbituba no período.

Ao todo, foram atendidos 24 navios em abril. Dentre eles, estiveram o Vicente Pinzón e o Bartolomeu Dias, da linha semanal de cabotagem, que trouxeram três pás eólicas de 72 metros de comprimento e pesando 22,5 toneladas cada. Os equipamentos são considerados o maior objeto transportado em um navio de contêiner, segundo o armador das embarcações.

Para o presidente do Porto, essa trajetória está ancorada na capacidade técnica para operações de grande porte e de atendimento de novas embarcações, mesmo em períodos de alta demanda dos portos brasileiros. “Contamos com um baixo tempo de espera para atracação em Imbituba e estamos focados em ampliar a utilização da área portuária disponível para novos investimentos, por meio de processos de arrendamento”, complementa Riera. Um dos arrendamentos previstos para ocorrer este ano é o leilão do Terminal de Granel Líquido (TGL), para um período de exploração de 10 anos, com perspectiva de ocorrer em julho.

(*) Com informações da SCPAR/Porto de Imbituba

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta