Porto Itapoá tem alta de 14% no volume de contêineres em 2019 e incremento nas cargas de cabotagem

0
543

Última atualização:

Itapoá (SC) – Foram 439 mil contêineres movimentados pelo Terminal em 2019, com destaque para as cargas de importação e de transbordo, com 25% e 46% de incremento, respectivamente, em relação a 2018, performando somente nessas duas operações mais de 217 mil unidades, o maior volume entre os portos catarinenses.

As cargas de transbordo se destinam, habitualmente, para terminais com capacidade de receber grandes embarcações, que é o caso do Porto Itapoá. Para o Estado de Santa Catarina, essa é uma tendência cada vez mais utilizada pelos grandes armadores, cujos navios, acima de 330 metros de comprimento, conseguem escalar apenas em Itapoá.

Outro destaque em 2019 foi o incremento das cargas de cabotagem. A operação que crescia anualmente desde o início das operações do Terminal, bateu o recorde de movimentação ultrapassando as 30 mil unidades no último ano, aumentando em 24% seu volume em Itapoá.

Consolidação da ampliação, somada a serviços com menores transit times de importação entre os portos da região, foram os fatores preponderantes para o volume registrado pelo Porto Itapoá. A soma desses fatores deve colocar o Porto Itapoá como o maior terminal de contêineres de Santa Catarina, conquistando a terceira posição entre os portos nacionais.

Porto Itapoá tem alta de 14% no volume de contêineres em 2019 e incremento nas cargas de cabotagemEssa posição está publicada nos relatórios mensais da ANTAQ que, até novembro de 2019, registrava o crescimento do volume de contêineres de Itapoá como o maior dentre os cinco principais portos brasileiros. A divulgação final da movimentação de 2019 – com os dados de dezembro – deve acontecer na primeira semana de fevereiro.

Para Cássio Schreiner, Presidente do Porto Itapoá, o resultado de 2019 é uma conquista histórica. “O Porto Itapoá possui apenas oito anos de operação, e já figuramos como um dos maiores terminais de contêineres do País. Entendemos que essa conquista é fruto de um planejamento assertivo que potencializa as características especiais de Itapoá, valorizando a condição natural da Baía da Babitonga, somada a uma relação de confiança e de verdadeira parceria junto aos armadores, importadores e exportadores”.

(*) Com informações do Porto Itapoá

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta