Portos do Paraná fecham setembro com quase 44,5 milhões de toneladas de cargas movimentadas no ano

0

Curitiba – Os portos do Paraná já movimentaram 44,5 milhões de toneladas, em 2021. O volume foi puxado principalmente pelas altas registradas entre os produtos de Carga Geral, em especial sentido importação, sendo 1% maior que as quase 44 milhões de toneladas registradas no ano passado, de janeiro a setembro.

Nos últimos nove meses, de Carga Geral, foram 10,27 milhões de toneladas embarcadas e desembarcadas pelos portos de Paranaguá e Antonina. Neste ano, o volume está 11% maior que as cerca de 9,2 milhões de toneladas movimentadas no mesmo período, em 2020.

No segmento estão produtos embarcados em saca (como açúcar e outros gêneros alimentícios), veículos (carros, ônibus, maquinários e peças – contabilizados em unidades), cargas em contêineres (em TEUs), celulose.

ANTONINA

Sentido exportação, entre os produtos de carga geral que mais cresceram na movimentação dos portos do Paraná foram o açúcar e outros gêneros ensacados (ou em big bags) – em especial no Porto de Antonina.

De açúcar, entre janeiro e setembro deste ano, foram 211.655 toneladas embarcadas – 189% a mais que as 73.196 toneladas registradas no período de 2020. De outros produtos, foram quase 78 mil toneladas exportadas por Antonina, neste ano – o que não foi registrado em 2020.

PARANAGUÁ

Pelo Porto de Paranaguá, ainda no segmento de Carga Geral, as exportações de celulose registraram aumento de 2%. Nos noves meses deste ano foram 545.400 toneladas embarcadas; em 2020, 534.794 toneladas.

Na importação foram quase 4,2 milhões de toneladas de produtos de Carga Geral desembarcados pelos portos de Paranaguá e Antonina. A alta registrada, na comparação com o mesmo período de 2020, é de 33%. De janeiro a setembro do ano passado, foram importadas cerca de 3,14 milhões de toneladas do segmento.

De janeiro a setembro, neste ano, 67.101 veículos foram embarcados e desembarcados pelo Porto de Paranaguá. A quantidade é 16% maior que as 57.630 unidades registradas em 2020.

Neste ano, nos nove meses, foram 704.474 TEUs carregados e descarregados pelo Terminal de Contêineres de Paranaguá. Em 2020, no mesmo período, foram movimentados 675.808 TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés).

OUTROS SEGMENTOS

As importações e exportações de Granéis Líquidos também aumentaram. A alta geral foi de 9%. Nos últimos noves meses, cerca de 6 milhões de toneladas foram movimentadas pelos terminais do Porto de Paranaguá. Em 2020, no período, foram cerca de 5,5 milhões de toneladas.

Entre os líquidos, na exportação, destaca-se o embarque de óleos vegetais que cresceu 15%. Neste ano foram 872.281 toneladas exportadas; em 2020, de janeiro a setembro, 758.971 toneladas.

Na importação, destacam-se as altas registradas no desembarque de metanol (33%), também óleos vegetais (417%) e nos derivados de petróleo (7%). Os volumes estão destacados na tabela (abaixo).

SÓLIDOS

No geral, a movimentação dos graneis sólidos registrou queda de 3%. De janeiro a setembro de 2020, pouco mais de 29,1 milhões de toneladas foram movimentadas pelos dois portos paranaenses. Neste ano, foi um milhão a menos, no período.

A queda, no segmento, foi motivada pela redução nos volumes de soja e milho embarcados. Ainda assim, a exportação de açúcar registrou alta de 19% – com 2,9 milhões de toneladas embarcadas neste ano, a granel, contra 2,45 milhões de toneladas registradas em 2020.

Na importação, a movimentação dos fertilizantes, principal produto do segmento nesse sentido, também registrou alta – tanto pelo Porto de Antonina, quanto pelo Porto de Paranaguá. No geral, o aumento foi de 17%.

Em 2021, foram descarregadas quase 8,5 milhões de toneladas de janeiro a setembro. No ano passado, foram 7,2 milhões.

(*) Com informações de Portos do Paraná

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta