Produtos manufaturados respondem por 52,5% das exportações do Brasil para os EUA

0

Da Redação

Brasília – Apesar da queda de 33,3% nas exportações de aviões que totalizaram US$ 367 milhões, os Estados Unidos foram, em termos de receita, o principal mercado para os produtos indutrializados brasileiros no primeiro trimestre do ano, com embarques no total de US$ 3,15 bilhões. Em termos gerais, as vendas de bens indutrializados para o mercado americano tiveram um crescimento de  1,4% para 3,15 bilhões, com uma participação de 52,5% no total embarcado para o mercado americano.

De acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), de janeiro a março, as exportações brasileiras para os Estados Unidos tiveram um crescimento de 18,52% comparativamente com igual período de 2016 e somaram US$ 5,990 bilhões. Em contrapartida, os Estados Unidos embarcaram para o Brasil bens no montante de US$ 6,483 bilhões, com uma alta de 21,19% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a março, os Estados Unidos foram o segundo principal destino das exportações brasileiras, com uma participação de 11,9% nas vendas totais do país ao exterior.

Os números do MDIC mostram que os produtos manufaturados lideraram as exportações para os Estados Unidos, com uma participação de 52,5% no total embarcado. Os produtos básicos envolveram transações no montante de US$ 1,26 bilhão (participação de 21,0% nas exportações). Por outro lado, os itens semimanufaturados envolveram exportações no total de US$ 1,13 bilhão (participação de 18,4% nas exportações) e as chamadas operações especiais geraram receita no montante de  US$ 489 milhões (correspondentes a 7,8% do total exportado para os americanos).

As exportações por produto foram lideradas pelos óleos brutos de petróleo que registraram nos três primeiros meses do ano uma alta robusta de 262,8% e totalizarm US$ 765 milhões. A seguir vieram os produtos semimanufaturados de ferro e aços, no total de US$ 421 milhões, aviões com uma receita de US$ 367 milhões e operações de reexportação totalizando US$ 467 milhões.

Do lado americano, a pauta exportadora segue fortemente concentrada nos produtos manufaturados, responsáveis por 92,7% das vendas para o Brasil. Os embarques de bens de maior valor agregado geraram uma receita total de US$ 6,01 bilhões. A seguir vieram os produtos básicos, com alta de 45,2% para US$ 388 milhões (participação de 5,99%) e semimanufaturados totalizando US$ 86 milhões (participação de 1,33% no total exportado para o Brasil).

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta