Programa Brazilian Flavors: 1ª. rodada virtual de negócios pode gerar US$ 15,58 milhões em exportações

0
618

Última atualização:

São Paulo – No cenário de pandemia, a primeira rodada internacional de negócios virtual realizada pelo Programa Brazilian Flavors da ABBA – Associação Brasileira dos Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas, confirma-se como uma ferramenta eficaz de relacionamento entre empresas em busca de espaço no mercado externo e as compradoras internacionais, de grandes redes de varejo.

Encerrada em 29 de agosto, com 120 reuniões realizadas entre 17 empresas compradoras e 12 produtores do Brasil, a rodada virtual resultou em uma expectativa de US$ 15,58 milhões em exportações nos próximos 12 meses, de acordo com as avaliações finais das empresas compradoras participantes. O resultado foi considerado muito bom ou bom por 95% das empresas internacionais presentes. Entre as vendedoras, 60% avaliaram os resultados da rodada como acima ou muito acima do esperado.

“Para o setor de Alimentos e Bebidas, o modelo virtual de rodada de negócios é extremamente válido, apesar das limitações sensoriais impostas pela distância física” avalia a presidente-executiva da ABBA, Raquel de Almeida Salgado, referindo-se à impossibilidade de os compradores potenciais degustarem os produtos.

 “Foi um desafio que assumimos, o de transformarmos a rodada de negócios que realizamos por muitos anos para o ambiente virtual, em razão da pandemia, e isso exigiu uma série de adaptações e muita organização de nossa parte”, comenta Raquel, comemorando o reconhecimento dos participantes. 

O Programa

Brazilian Flavors foi criado em 2003. Um programa de promoção comercial internacional que a partir de 2007 passou a contar com a parceria da Apex-Brasil. A ABBA está apresentando um novo projeto para a Apex, mas sempre atendeu as empresas através de seus esforços próprios e o das associadas. Com esses esforços realiza toda semana lives sobre temas de relevância para a capacitação das empresas. Nesse sentido, o programa está oferecendo o curso “Gestão competitiva das exportações”, online, que será ministrado ao vivo pelo renomado professor Nicola Minervini, grande referência no tema e autor do livro “O Exportador”. O curso começa em 30 de setembro e contempla sete encontros semanais. Detalhes estão disponíveis pelo link https://forms.gle/rFHym32BQ1dkLBBW8

A estratégia comercial do Brazilian Flavors é baseada no acesso em redes de varejo estrangeiras dos produtos brasileiros beneficiados, prontos para venda ao consumidor final. O trabalho é marcado pela diversificação de alimentos e bebidas brasileiros e contempla segmentos diversos, como congelados (sobremesas, pães de queijo, polpas de frutas), geleias e doces, conservas, temperos e especiarias, castanhas, frutas secas, bebidas alcoólicas e não-alcoólicas, orgânicos, produtos que tragam os sabores do Brasil identificado com seus biomas, entre muitos outros.

“As empresas brasileiras têm produtos que interessam aos compradores internacionais, pela qualidade e diversidade apresentada”, avalia Maurício Manfre, coordenador da unidade de Marketing Internacional do Brazilian Flavors. Ele destaca que, para alcançar mais espaço nos mercados no exterior, as empresas brasileiras devem investir mais em certificações internacionais, principalmente para atender às grandes redes mundiais, além de se aprimorarem em logística.

(*) Com informações do Programa Brazilian Flavors

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta