Projeto Apex-Brasil e ABStartups vai estimular as exportações das pequenas empresas



Última atualização: 23 de Março de 2015 - 01:07
0
96

Brasília – De um lado, uma startup (pequena empresa de base tecnológica) que não tem poder econômico para divulgar seu produto. De outro, empresas exportadoras apoiadas pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) que lutam para ganhar competitividade e eficiência e assim e exportar mais e melhor. A união das duas pontas, oferta e demanda, vai acontecer no Programa Pitch Corporate Exportação, que acontece em São Paulo, no dia 26 de março.

Para estruturar o Pitch Corporate Exportação, Apex-Brasil e Associação Brasileira de Startups (ABStartups) selecionaram três setores da economia brasileira e identificaram os principais obstáculos para a exportação e internacionalização. De posse desse diagnóstico, o programa foi estruturado em três eixos (veja abaixo) para atender a empresas representadas pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB) e Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV).

Eixos temáticos

     Logística (incluindo transporte, rastreamento e compartilhamento);

     Gestão (financeira, contratos e jurídico e CRM – de clientes);

     Supply Chain (resíduos, clube de compras e e-commerce)

“A ideia ao promover essa aproximação é que por meio das soluções inovadoras providas pelas startups brasileiras as empresas exportadoras (em sua vasta maioria pequenas e médias) ganhem competitividade para melhor abordar e ganhar o mercado internacional, ao mesmo tempo que as startups aumentam a sua base de clientes”, explica o Gerente Executivo da ABStartups e Coordenador do Pitch Corporate Guilherme Junqueira.

A escolha dos eixos foi baseada nas características das empresas dos setores produtivos selecionados, bem como no potencial de impacto ou importância do tema para as empresas exportadoras. Além das 10 startups selecionadas para apresentarem suas soluções, participam do evento cerca de 10 empresas por entidade, totalizando 40 empresas participantes. O Pitch Corporate Exportação é um evento focado em negócios, que servirá como plataforma para aproximar oferta e demanda e, assim, fortalecer a produtividade e a competitividade por meio da redução de custos para implantar soluções.

Durante o evento, cada startup terá cinco minutos para se apresentar e outros cinco minutos para perguntas e respostas. Ao final está previsto espaço para networking e prospecção de novos clientes. “Vamos buscar soluções desenvolvidas por startups brasileiras que possam, de fato, ajudar na competitividade das empresas exportadoras brasileiras ou contribuir para melhorar o trabalho realizado pelos projetos setoriais na promoção da internacionalização. Este é um projeto piloto, o primeiro feito interprojetos da Apex-Brasil. A partir do resultado dessa experiência vamos avaliar a possibilidade de ampliar os setores atendidos”, explica a gestora de projetos de tecnologia e games na Apex-Brasil, Flavia Egypto.

Startups participantes:

Simbio – Rede Viva de Negócios: tem foco de atuação em ERP (Enterprise Resource Planning), sistema de gestão financeira simples e moderno na nuvem e um equipamento de checkout para empresas off-line do varejo.

Tracksale: seu foco de atuação é NPS (Net Promoter Score), plataforma de análise de sentimento de clientes e gestão de experiência do consumidor utilizando o NPS.

Rockcontent: tem foco de atuação em marketing de conteúdo para empresas fidelizarem clientes e venderem mais.

Seed: tem foco de atuação no varejo com ferramenta que utiliza sensores para transformar tudo o que capta em dados analíticos.

I20 – Industrial Intelligence Online: com foco de atuação na indústria, oferece solução de monitoramento de linhas de produção, que transforma dados captados em campo em indicadores de inteligência.

Linte: atua no campo jurídico com plataforma para gerenciamento de grandes volumes de processos e documentos jurídicos.

Agendor: atua em CRM (Customer Relationship Management), que ajuda equipes a organizar e aumentar vendas diariamente.

B2Blue: tem foco em resíduos, com plataforma online de comercialização e valorização de resíduos sólidos gerados por pequenas e médias empresas que não possuem uma estrutura definida para realizar a gestão desses resíduos.

Cargo BR: atua em transportes e oferece plataforma de intermediação de compra e venda de fretes. Tem parceria com 55 transportadoras e pretende expandir os serviços para setores como comércio eletrônico e agricultura.

Convenia: atua em recursos humanos e oferece plataforma de benefícios e descontos para funcionários de empresas de todos os portes.

Font: Apex-Brasil

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta