Razões para exportar?

0

foto02

(*) Leo Resende

Para superarmos esse momento que estamos vivendo no Brasil as empresas  precisam de Trader Internacional com experiência em vendas para outros países afim de alavancar as exportações (para aumentar as vendas para o mercado externo). Diversos aspectos devem ser observados por aqueles que participam das atividades de comércio exterior, e especialmente das operações de exportação. Entre outras sublinharia:

A) Diversificação de mercados;

B) Economia de Custos (Economia de Escala)

C) Aperfeiçoamento administrativo (os produto e as pessoas internacionalizadas)

D) Incentivo Fiscais e Financeiros

2) Seleção de Mercados ?

A) O que exportar ?

Pode em princípio, gerar resposta imediata, embora não ideal: os produtos da empresa.

Se a empresa tem uma linha muito variada de produtos, a tentativa de exportar todos eles pode representar resultados  não desejáveis, além de dificultar o controle do real resultado da exportação.

B) Para onde exportar ?

É relativamente segura a decisão de buscar dados estatísticos, que espelham as experiências de outras empresas exportadoras brasileiras, de produtos similares ou idênticos, para a definição dos rumos de uma atividade comercial.

Não se pode permanecer alheio ao fato de que, ao se procurar vender um produto internacionalmente, sem a utilização de uma prévia pesquisa cientifica, restarão à empresa apenas duas alternativas:

 B.1) O pioneirismo; ou

B.2) O aproveitamento das experiências acumuladas por outros que já operam naquele mercado, comercializando produtos similares ou concorrentes.

C) Como exportar ?

 Mecanismos para utilizar todas as modalidades de exportação permitidas pela legislação brasileira,  ou seja, a exportação direta, indireta e a venda equiparada à exportação via  ” Trading Company” ou Trader.

3) Quais são os procedimentos básicos para uma empresa exportar ?

 Primeiramente a empresa localizar dentro do banco de estatísticas do comércio exterior chamado Aliceweb2  www.aliceweb2.mdic.gov.br ou AlicewebMercosul www.alicewebmercosul.mdic.gov.br para que países os produtos dos seus concorrentes estão sendo envidos nos últimos tempos.

Após levantamento para que países os produtos de seus concorrentes estão sendo envidos, deve-se prospectar clientes e oportunidades comerciais e divulgar seus produtos nos sites: do Ministério das Relações Exteriores – MRE, Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior – MDIC, Apex-Brasil, Investe SP, PEIEX, Fiesp, Sebrae e  nas Câmaras de Comércio ou quando da participação da empresa em Feiras Internacionais, Rodadas de Negócios  e Missões Comerciais para outros países ou por ocasião da vinda de empresas estrangeiras ao Brasil.

Assim que levantar alguns possíveis clientes deve-se criar um formulário chamado Proposta Comercial Internacional, afim de oferecer seus produtos. Nesse formulário deve-se conter a descrição da mercadoria, modalidade da venda, condição de pagamento, embalagem, volumes mínimo e máximo, transporte interacional, preço, prazo de entrega, validade da cotação, etc e enviar para os vários possíveis clientes pros.

Após os clientes  responderem  à sua proposta comercial com algumas modificações ou aceitando-a inegralmente terá início a fase da negociação entre o exportador e o importador que só será encerrada quando o importador enviar uma ” Purchase Order  – PO” traduzindo: Pedido de Compra para o exportador e se não houver nenhuma divergência na PO no que foi negociado entre as partes  o exportador responderá com uma “Proforma Invoice” traduzindo: Conformação da Venda.

A fase comercial se encerrará quando o exportador tiver em suas mãos a importância relativa  à venda internacional ou estiver de posse das garantias reais (Carta de Crédito).

Nesse momento deve-se nomear um despachante aduaneiro para ajudá-lo  nas rotinas da exportação.”

(*) Trader Internacional

Email: leoresende@terra.com.br

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta