Safra 09/10 de soja em MT poderá ter perda de um milhão de toneladas

0
117

Última atualização:

Cuiabá – A safra 2009/2010 de soja mato-grossense deverá chegar ao fim com uma perda de um milhão de toneladas, segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT). O número corresponde a 5% a menos que as 18,961 milhões de toneladas estimadas nesta terça-feira (09.02) no 5º Levantamento da Safra de Grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O presidente da Aprosoja/MT, Glauber Silveira, explica que já é possível constatar que em algumas regiões do estado a produtividade da soja precoce tem ficado em 30 sacas por hectare, abaixo da média de 50 a 52 sacas/ha.

“O estresse hídrico no período de florescimento da planta acabou prejudicando o desempenho dessa variedade e em algumas áreas teve que ser feito o replantio por conta da seca no início do plantio, entre o final de setembro e o início de outubro”, explica o presidente.

No Distrito de Deciolândia, por exemplo, foram registrados 33 milímetros (mm) de chuva em outubro e 94 mm em novembro, enquanto o volume esperado para o período era de 140 mm a 160 mm.

Glauber pontua ainda a preocupação com os resultados finais das variedades de ciclos médio e tardio porque a incidência da ferrugem está forte este ano. O relatório do Projeto Antiferrugem da Aprosoja/MT, divulgado na tarde desta terça-feira, mostra que os focos registrados somam 315 entre 1º de novembro de 2009 e 09 de fevereiro de 2010 contra 106 verificados nos mesmos três meses comparativos da safra 2008/2009. Na safra 2009/2010, o primeiro foco da ferrugem chegou 30 dias antes que o primeiro foco registrado na safra anterior.

O presidente da Aprosoja/MT acrescenta que as variedades precoce e média estão demandando quatro aplicações de fungicidas e que a tardia poderá chegar a cinco aplicações. “Mesmo pulverizando a lavoura, se a ferrugem já estiver instalada, poderá causar perda de 3 a 5 sacas por hectare”, alerta. Em condições normais, a variedade do ciclo médio oscila de 58 a 60 sacas por hectare e a de ciclo tardio, de 46 a 52 sacas/ha.

 

Fonte: Ascom Aprosoja/MT

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta