Secretaria dos Portos e Codesp promovem 1ª reunião para discutir a “Operação Safra 2015”

0
277

Última atualização:

Brasília – Com orientações do ministro Edinho Araújo, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) promoverá  na próxima terça-feira (10 de fevereiro) o Fórum Operação Safra 2015. A iniciativa atende determinação interministerial englobando as pastas da Agricultura, Transportes e Portos de centralizar no Porto de Santos, com o apoio da Autoridade Portuária, para definir as ações estratégicas para o escoamento da safra neste ano.

O diretor de Planejamento Estratégico e Controle da Codesp, Luis Cláudio Santana Montenegro, informou que o evento será a primeira reunião para controle e acompanhamento do chamado Plano de Competências, implementado para que cada órgão envolvido possa apresentar o que já tem desenvolvido como parte do conjunto  de responsabilidades e atribuições durante o período de escoamento da safra com início previsto para 15 de fevereiro.

“Na safra passada, o agendamento evitou um caos nas áreas portuárias e nos acessos. Este ano, vamos aprimorar o programa, com a disponibilização de mais um pátio para estacionamento temporário de 650 caminhões na Baixada, para que eles aguardam a hora certa de chegar ao Porto, sem comprometer o tráfego local, entre outras ações para garantir o escoamento com segurança e tranquilidade no período de fevereiro até o mês de maior ”, afirmou o ministro Edinho Araújo.

O grupo  é  formado por representantes da Secretaria de Portos  (SEP), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério dos Transportes, entidades federais, estaduais, administrações municipais, concessionários rodoviários, ferroviários e hidroviários, associações, sindicatos, embarcadores, armadores e terminais  portuários.

Secretaria dos Portos e Codesp promovem 1ª reunião para discutir a “Operação Safra 2015”
Luis Cláudio Santana Montenegro, diretor de Planejamento Estratégico e Controle da Codesp

“O desenvolvimento do Plano de Competências estava previsto desde setembro do ano passado e se divide basicamente em dois pontos principais: organização e contingências”,  comenta Montenegro. Ele destaca que, dessa forma, deve contemplar não apenas as ações para o atendimento, desde o agendamento prévio até o momento do embarque, como também a participação de cada órgão na solução rápida de eventuais problemas que venham a ocorrer.

A Codesp desenvolveu, aprimorou e  vem utilizando já há dois anos um sistema de agendamento de veículos rodoviários que demandam ao Porto. Atualmente, em uma ação integrada e desenvolvida em conjunto com a SEP, garantiu  iniciativas como o Portolog – um sistema que objetiva sincronizar a chegada dos veículos e das cargas nos terminais, a programação e o credenciamento de veículos para uso racional e utilização da plena capacidade de acesso ao porto – e o Vessel Trafic Management Information System (Sistema de Gerenciamento e Informação do Tráfego de Embarcações – VTMIS), um suporte eletrônico à navegação, dotado de radares e câmeras, com capacidade para prover a monitoração ativa do tráfego aquaviário e o conjunto de informações necessárias à tomada de decisão sobre o melhor uso dos acessos aquaviários ao porto.

Quanto à infraestrutura portuária, foi  recentemente entregue ao  tráfego o novo acesso de ligação entre a rodovia Cônego Domênico Rangoni e a avenida Santos Dumont, via que dá acesso aos terminais instalados no Guarujá, construído principalmente em função da necessidade de melhorar o fluxo de chegada e saída das carretas que escoam a safra.  A ligação será incorporada ao projeto da segunda fase da Avenida Perimetral do Guarujá.

O Fórum ocorrerá dia 10 de fevereiro a partir das 8h30min no Terminal de Passageiros Giusfredo Santini – Concais, localizado no armazém 25,  na Avenida Cândido Gafreé, sem número.

Fonte: Secretaria de Portos – SEP/PR

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta