Subsecretária de Comércio dos EUA visita Amcham Brasil para tratar de oportunidades de cooperação bilateral

0

São Paulo – A Subsecretária de Comércio dos Estados Unidos, Marisa Lago, participou de encontro com empresários na Amcham Brasil, nesta terça-feira (29), em São Paulo. A reunião contou com a participação de cerca de 30 empresas e entidades privadas que atuam nas relações de comércio e de investimentos entre Brasil e Estados Unidos. As marcas pertencem a setores diversificados como tecnologia, semicondutores, máquinas, químicos e farmacêutico, aeronaves, equipamentos médico-hospitalares, entre outros.

Na ocasião, foram discutidos temas como as oportunidades de cooperação bilateral em cadeias de fornecimento, meio ambiente e facilitação de comércio. Também foram debatidas medidas de curto e médio prazos para fomentar a relação bilateral, como a harmonização de regras tributárias, a renovação do Sistema Geral de Preferências (SGP) e a implementação plena do acordo de Operadores Econômicos Autorizados.

Além do encontro com executivos das empresas, a Sjbsecretária foi recebida pela CEO da Amcham Brasil, Deborah Vieitas e pelo seu Vice-presidente executivo, Abrão Neto. A CEO ressaltou que “a dinâmica do comércio e dos investimentos globais têm mudado rapidamente com potenciais ganhos de oportunidades entre Brasil e Estados Unidos. Nesse contexto, a Amcham sugeriu que as autoridades de comércio dos dois países busquem construir um plano de trabalho com objetivos e entregas concretas nos primeiros 100 dias do próximo ano que permita aproveitar essas oportunidades”.

A Subsecretária de Comércio ressaltou o caráter estratégico da relação entre os países e defendeu a continuidade do trabalho conjunto entre os governos e o setor empresarial, afirmando que “por quase 200 anos os Estados Unidos e o Brasil mantiveram comércio e laços econômicos próximos. Nossos parceiros no setor privado são uma parte vital para garantir, juntos, que nossos dois países tratem dos desafios comuns, desde combater as mudanças climáticas até garantir segurança em cadeias de suprimentos e fortalecer o comércio e investimentos para estimular sustentabilidade e crescimento equitativo”.

Cadeias de fornecimento

A Amcham Brasil tem trabalhado para estimular ações concretas para o fomento das cadeias de fornecimento entre os dois países, sobretudo com o ganho de importância da agenda de resiliência de cadeias de fornecimento. Em setembro, a Câmara lançou documento com propostas de medidas em sete grandes áreas: tributação, cooperação e investimentos em setores prioritários, facilitação de comércio, financiamento, preferências tarifárias, agenda regulatória e acordos de comércio. Confira o documento completo sobe medidas para fomentar cadeias de fornecimento Brasil x EUA.

O comércio bilateral em 2022 terá um novo recorde e deve ultrapassar os US$ 90 bilhões, com crescimento de vários bens do setor de energia, fertilizantes, entre outros. A CEO da Amcham afirma ainda que “os dados de comércio de 2022 já demonstram que os dois países têm garantido segurança em suas cadeias de fornecimento. Porém, para avançar em outros setores estratégicos, o engajamento privado e governamental será fundamental daqui para frente.”

(*)  Com informações da Amcham

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta