Tereza Cristina: setor vitivinícola deve se preparar para ser competitivo com abertura de mercado



Última atualização: 6 de Dezembro de 2019 - 14:25
0
615

Brasília – A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou na última quinta-feira (5) da abertura da Tecnovitis – Feira de Tecnologia para Viticultura, em Bento Gonçalves (RS). Ela disse que os produtores de vinho brasileiros devem se preparar, com a ajuda do Ministério da Agricultura, para estarem prontos quando o acordo entre o Mercosul e a União Europeia entrar em vigor e destacou a necessidades de adequar a legislação do setor.

“Temos que ver a oportunidade que esse acordo vai nos trazer para a gente subir a régua e consertar uma série de coisas que estavam travadas. E aproveitar que o brasileiro está gostando de tomar vinho, vocês têm vinhos bons. Em vez de só comprar vinhos lá de fora, vamos fazer um mix: eles que tragam os vinhos deles, mas vamos colocar os nossos na frente nas prateleiras de venda e para que a gente possa também exportar vinhos de qualidade aqui dessa região para todo o mundo”, disse a ministra.

A ministra disse que o Ministério irá trabalhar para adequar a legislação do setor em um prazo de seis meses. “Tenho certeza de que vamos conseguir ser muito competitivos. Temos que ver quais são os nossos gargalos, como carga tributária, custo de produção e a legislação também é importantíssima para que a gente possa caminhar”, disse.

Mais cedo, a ministra participou da 55ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

Tecnovitis

Tereza Cristina participou da abertura da Tecnovitis – Feira de Tecnologia para Viticultura, em Bento Gonçalves (RS)

O evento, considerado o maior encontro de fornecedores para o setor vitícola, apresenta as técnicas, equipamentos e produtos ligados à viticultura e difusão de conhecimento de novas tecnologias no setor. Esta é a terceira edição da feira, promovida pelo Sindicato Rural da Serra Gaúcha.

Cerca de 15 mil visitantes são esperados, entre produtores, fornecedores e profissionais da cadeia produtiva da uva. O secretário de Agricultura Familiar do Mapa, Fernando Schwanke, também esteve no evento.

A região da serra gaúcha é referência nacional na vitivinicultura e Bento Gonçalves é reconhecida como uma das mais expressivas áreas produtoras de vinhos do país. Das cerca de 15 mil áreas produtoras de uvas no estado, pouco mais de 10 mil estão concentradas na região, em mais de 40 mil hectares de área de vinhedos produtivos.

(*) Com informações do Mapa

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta