Transporte mundial de contêineres pode ser impactado pela inflação, atividades na China e conflitos trabalhistas, diz project44

0

São Paulo – O transporte marítimo global teve melhoras importantes durante o mês de agosto, com diversos portos apresentando reduções em congestionamentos, tempos de permanência de contêineres e blank sailings. No entanto, algumas preocupações permanecem à medida que se aproxima o final do ano, temporada de maior movimentação de cargas. Os pontos de apreensão estão listados em um relatório divulgado hoje pela project44 — plataforma líder em visibilidade em tempo real da cadeia de suprimentos.

A mais nova análise da situação mundial do transporte de contêineres aponta que as cadeias de suprimentos globais são cada vez mais impactadas pelo aumento da pressão inflacionária e pela redução da demanda do consumidor em todo o mundo. Além disso, o setor lida com outros pontos críticos, como a preocupação com uma eventual queda no ritmo industrial chinês, greves e negociações em portos europeus e americanos, falta de espaço em terminais portuários e problemas intermodais para o escoamento de cargas.

Destaques:

  • A reversão da demanda global descreve as cadeias de suprimentos no quarto trimestre
  • As taxas do mercado spot estão em queda livre na principal rota comercial do Transpacífico, apesar da entrada na tradicional alta temporada de transportes
  • Greves e greves potenciais desenfreadas na UE/Reino Unido e nos EUA continuam a manter sob pressão as operações de contêineres

“As cadeias de suprimentos globais ainda apresentam vários pontos críticos, mas tudo permanece dentro do contexto das pressões inflacionárias e da desaceleração da demanda do consumidor. A temporada de inverno provavelmente será mais difícil para a Europa, já que os preços do gás devem afetar bastante as despesas discricionárias”, afirma Josh Brazil, VP de Supply Chain Insights da project44.

Acesse a íntegra do relatório, com gráficos e observações completas, neste link.

(*) Com informações da project44

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta