Vendas externas de carne de frango crescem 1,3% em volume mas receita cai 12,1% até setembro

0
249

Última atualização:

São Paulo –  As exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 3,178 milhões de toneladas entre janeiro e setembro, número que supera em 1,3% o desempenho registrado no mesmo período de 2019, com 3,137 milhões de toneladas, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

No mesmo período, a receita acumulada pelo setor alcançou US$ 4,619 bilhões, número 12,1% menor em relação ao registrado no mesmo período de 2019, com US$ 5,253 bilhões.

Considerando apenas o mês de setembro, as exportações do setor totalizaram 345 mil toneladas, número 2,3% menor em relação ao alcançado no nono mês de 2019, com 353,2 mil toneladas.  No mesmo período comparativo, a receita dos embarques totalizou US$ 479 milhões em 2020, número 18,4% menor em relação às US$ 587,2 milhões obtidas em setembro de 2019.

“A média de exportações registradas neste segundo semestre estão acima do obtido no mesmo período em 2019, um indicativo de que as vendas seguirão positivas. Isto, sem impactar na oferta de produtos para o consumidor brasileiro, que também aumentou este ano”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.

Principal destino, as importações da China seguem elevadas em 2020, com 514,1 mil toneladas entre janeiro e setembro (+28% em relação à 2019).  Também destacam as vendas para Líbia, com 46,1 mil toneladas (+79%), Jordânia, com 46,2 mil toneladas (+35%), Rússia, com 63,5 mil toneladas (+47%), Cingapura, com 98,4 mil toneladas (+39%), Vietnã, com 37,3 mil toneladas (+105%) e Coreia do Sul, com 98,5 mil toneladas (+7%).

Considerando apenas as vendas de setembro, também são destaques as exportações para a África do Sul, com 23 mil toneladas (+38% em relação a setembro de 2019), Iêmen, com 11 mil toneladas (+73%), Emirados Árabes, com 25,9 mil toneladas (+11%), União Europeia, com 21,2 mil toneladas (+15%).

(*) Com informações da ABPA

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta