Vinícolas nacionais e internacionais comemoram negócios fechados na Wine South America 2019



Última atualização: 23 de Outubro de 2019 - 08:13
0
807
Foto: Augusto Tomasi

Bento Gonçalves (RS) – Muitos brindes, negócios e comemorações deram a tônica dos três dias da segunda edição da Wine South America, confirmando o posto de maior feira profissional do setor de vinhos da América Latina. Encerrado na última sexta-feira (27), em Bento Gonçalves (RS), o evento superou em 10% o total de público registrado no ano anterior, computando a presença de aproximadamente 6,6 mil profissionais ligados ao segmento.

A representatividade de participantes internacionais se ampliou em 30%, registrando 21 países presentes. O volume de negócios realizados pelas cerca de 300 marcas expositoras devem também atingir os R$ 10 milhões projetados inicialmente.

“Estamos muito satisfeitos com o resultado. Mesmo com um dia a menos de realização em relação à 2018, superamos a quantidade de público e também ganhamos em qualidade, pois a maioria veio com uma postura profissional, voltada para o fechamento de negócios. Grandes compradores estiveram presentes e houve oportunidade de negócios para vinícolas de todos os portes”, avalia Marcos Milanez, diretor da Milanez & Milaneze, empresa do Grupo Verona Fiere, que realiza a feira.

A efetividade e a alta qualidade dos empresários trazidos pelo Projeto Comprador, realizado em parceria com Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Sebrae, Secretaria de Agricultura, Pecuária, e Desenvolvimento Rural (SEAPDR-RS) do Rio Grande do Sul, e Centro de Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG) surpreendeu os vinicultores presentes às rodadas de negócio e que apresentavam seus produtos nos estandes na Wine South América.

Grandes players do varejo, como Grupo Pão de Açúcar (GPA), Carrefour, Walmart (que se reposicionou como BIG), La Pastina, Angeloni, Wine.com.brEvino.com.br e Porto a Porto, entre outras, marcaram presença com seus executivos e negociadores. “Essa é uma excelente oportunidade e muito importante para vermos as tendências do setor, pois esse é um mercado que muda muito. Eventos nesse patamar nos ajudam na tomada de decisão para buscar produtos e novas oportunidades para entregarmos aos nossos clientes”, observa Vandson Gueiros Belo, comprador do GPA.

Fabiano Brum, supervisor de vendas de uma vinícola situada no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, comemora o fato de, na manhã do segundo dia da feira, ter fechado pedidos para compradores de São Paulo e Goiás do seu rótulo rosé, que havia sido lançado na tarde do dia anterior. A empresa também foi procurada por uma grande importadora, que irá produzir uma linha composta por seis diferentes rótulos com marca própria para distribuição para todo o país, tanto em canais on quanto off trade.

Anderson Tirloni, gerente de exportação de uma grande vinícola brasileira, pontua que além dos compradores nacionais, tem ótimas expectativas de negócios também no exterior e em países fora do eixo tradicional de mercado, como Rússia e China. A oportunidade foi viabilizada nas rodadas de negócios com compradores internacionais.

Além de Estados Unidos, Reino Unido, China e os países da América do Sul, vieram compradores do novos mercados como Bélgica, Polônia, Noruega, Curacao e Suriname.

A mesma percepção tem os expositores internacionais. Sebastián Oviedo, representante do Wines of Argentina, pontuou que a Wine South America mostrou ser uma excelente oportunidade para que vinícolas pequenas e médias possam participar de uma feira internacional.

“A boa seleção de compradores, com grande número de importadores e distribuidores, se confirmou na feira. Recebemos profissionais de vários estados brasileiros, o que é muito significativo”, relata.

Responsável pela carta de vinhos de um restaurante de gastronomia italiana no Rio de Janeiro, o sommelier André Vasconcelos veio à Wine South America em busca de rótulos brasileiros para incrementar o portfólio do estabelecimento. Atualmente, dos 150 vinhos disponíveis na casa apenas dois são nacionais. Na quarta e quinta-feira, Vasconcelos participou de rodadas de negócios com produtores de diferentes regiões.

“A feira é uma oportunidade de conhecer novos produtos e agregar opções para nossos clientes”, salienta Vasconcelos, que disse que irá incrementar as opções brasileiras ofertadas no empreendimento.

Oportunidades para grandes e pequenas vinícolas e varejistas

A oportunidade para estabelecer novos contatos, trocar experiências e fazer negócios foi a tônica também das 45 vinícolas gaúchas e catarinenses presentes nos estandes coletivos do programa Juntos Para Competir e do Sebrae SC. Os dois espaços foram projetados para valorizar o terroir de cada uma das diferentes regiões: Serra, Campanha, Costa Doce e Noroeste gaúchos e Vales da Uva Goethe e Planaltos Serrano e Norte catarinenses.

“As pequenas vinícolas receberam treinamento prévio, estavam com lançamentos e vieram preparadas para fazer negócios. E, esse ano, circularam pela feira compradores para todos os portes de empresas e há procura também para diferentes nichos de mercado, desde os vinhos de caráter mais popular até os de categoria premium”, pontua Angélica Brandalise, gestora de projetos do Sebrae Serra Gaúcha.

Ela salienta também que o momento econômico está mais favorável, pois muitos comerciantes saíam das rodadas de negócios, onde tinham o primeiro contato com os produtores, direto para o estande a fim de degustar e alinhar os pedidos.

A 2ª Wine South America em números

  • 300 marcas expositoras
  • Presença de 13 países expositores, ampliando a internacionalização do evento
  • A participação brasileira será ainda mais expressiva, com 180 marcas
  • Do total, 26% dos expositores (80 marcas) estreiam no evento
  • Projeto Comprador terá a participação de 230 profissionais do Brasil e do Exterior
  • Público de 6,6 mil pessoas de todos os estados brasileiros e de 21 paísesnos três dias de feira
  • Volume de negócios deverá ultrapassar os R$ 10 milhões nos 12 meses seguintes à realização da feira
  • 10 mil metros quadrados, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves (Fundaparque)
  • Maior evento profissional de vinhos na América Latina

(*) Com informações da Wine South America

Comentários

Comentários

Deixar uma resposta