Wilson Sons registra maior movimentação de móveis em 10 anos no Tecon Rio Grande com alta de 28%

0

Rio Grande (RS) – A pandemia trouxe uma série de reflexos na economia e na vida das pessoas, e um desses impactos foi na indústria moveleira. A Wilson Sons registra o crescimento no transporte de móveis gaúchos para o Norte e Nordeste do país, através do Tecon Rio Grande. Esta foi a maior movimentação de móveis em dez anos, considerando os seis primeiros meses de 2021. 

Ao todo, o terminal de contêineres contabilizou 1.182 TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), um aumento de 28% em relação ao mesmo período em 2020. As mercadorias foram por cabotagem para quatro estados brasileiros: Amazonas, Pernambuco, Ceará e Bahia.

O comércio de móveis e outros artigos para casa foi um dos destaques da indústria nacional em 2020. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o setor teve um crescimento nas vendas de quase 12% ao longo do ano passado mesmo com o cenário de pandemia. No Rio Grande do Sul, a fabricação de móveis cresceu 23% no primeiro trimestre em comparação com igual período de 2020.

“O Rio Grande do Sul é um dos principais polos da indústria moveleira no País, por isso, aproveitar este bom momento é importante para a nossa economia, uma vez que a expectativa é de que haja novamente um ganho de dois dígitos nas vendas para 2021”, comenta Paulo Bertinetti, Diretor-Presidente do Tecon Rio Grande. “O terminal está totalmente estruturado para receber e escoar essa produção de móveis para outros estados brasileiros”, finaliza.

O embarque de móveis no Tecon Rio Grande é realizado semanalmente e 40% deste volume foi transportado pelo armador Log-In, no serviço Atlântico Sul. Foram 21 escalas conectando o Rio Grande do Sul aos principais portos do norte, nordeste e sudeste brasileiro. As operações de atracação e desatracação dos navios Log-In Endurance, Log-In Jacarandá e Log-In Jatobá contam com o apoio dos rebocadores da Wilson Sons em todos os portos brasileiros que escalam.

Auxiliando os navios em suas manobras, a Wilson Sons conta hoje com a maior e mais moderna frota de rebocadores da costa brasileira. São 80 embarcações distribuídas em 25 portos do país.  A Companhia tem a Central de Operações de Rebocadores (COR), que monitora as embarcações 24 horas por dia, 365 dias por ano, além do Centro de Aperfeiçoamento Marítimo (CAM) para treinamento de profissionais marítimos.

(*) Com informações do Grupo Wilson Sons

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta